Cirurgia Ortopédica

A Medicina Desportiva trata de todos os aspectos relacionados com qualquer aspecto da saúde do atleta, seja ele profissional, amador ou recreativo. É também a área da Medicina que se encarrega do estudo da prescrição de exercício clínico – isto é, exercícios dirigidos e doseados para o tratamento ou melhoria de determinada patologia. Assim, áreas tão distintas como a avaliação global da saúde, prevenção de lesões, aumento de performance e tratamento de lesões fazem parte do espectro de atuação da Medicina Desportiva.

Na prática desportiva as lesões podem ser de natureza traumática ou de sobrecarga. As lesões ligamentares, vulgarmente conhecidas como entorses, são as lesões mais frequentes em todos os atletas, sendo o tornozelo a articulação mais afectada. Além destas, todos o tipo de atletas está susceptível a fracturas, luxações e instabilidades, bem como entesopatias, tendinopatias e fracturas de stress.

O Ortopedista está particularmente sensibilizado para o diagnóstico e tratamento destas lesões. Atletas de competição, pela exigência física e profissional, têm indicação cirúrgica mais frequentemente. É então importante aplicar esforços para diminuição das intercorrências e desenvolvimento de técnicas que permitam uma recuperação precoce e sem limitações.

As cirurgias minimamente invasivas, com recurso a técnicas artroscópicas ou percutâneas, quando passíveis de serem aplicadas, têm uma menor agressividade para os tecidos, permitindo uma recuperação em menor tempo e uma progressão mais rápida na reabilitação. Atualmente são múltiplas as técnicas disponíveis, permitindo a resolução de grande partes das situações, implicando uma diferenciação por áreas anatómicas.

Além da patologia desportiva, o Ortopedista é confrontado com várias doenças do sistema musculoesquelético, que limitam a mobilidade e desempenho desportivo, independentemente do nível praticado. É importante o conhecimento das especificidades de cada modalidade para estabelecer o melhor plano de tratamento assim como para a prescrição dos exercícios e sua intensidade, de modo a proporcionarem a melhoria de queixas específicas de algumas patologias.

GFI, gestão personalizada da sua saúde.